domingo, 8 de fevereiro de 2015

Birdman, ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)



Confesso. Depois que adquiri uma Smart TV, as minhas idas ao cinema se tornaram ainda mais criteriosas. Com uma TV que se conecta à internet, somado a serviços e sites que disponibilizam filmes online, ir ao cinema significa, para mim, escolher filmes cuja imagem e linguagem valem a pena serem assistidos numa sala de projeção. Não estou aqui diminuindo a experiência de ir ao cinema, de forma alguma, pelo contrário, agora estou valorizando, ainda mais, essa experiência. O filme precisa realmente valer tal locomoção e o preço do ingresso que se paga.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Mommy


Xavier Dolan é um jovem cineasta canadense que vem ganhando cada vez mais notoriedade perante a crítica internacional. Com apenas 19 anos, o seu primeiro filme “Eu Matei Minha Mãe” (J'ai Tué Ma Mère, 2009) levou 3 prêmios na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, e ainda outros 22 internacionais em festivais pelo mundo afora.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Ninfomaníaca Vol. 2


A conclusão que se chega ao final da saga ninfomaníaca de Joe, personagem-título do filme, é que esta é a obra mais cinicamente honesta de Lars Von Trier. Em uma entrevista ao jornal inglês The Guardian, Charlotte Gainsbourg (Joe) diz o seguinte sobre Trier: “A escuridão nele ainda existe. É o que ele é. E novamente o cinismo. Mas, a sua visão é tão rica e o que ele coloca neste filme é tão rico e tão honesto! Ele tem o seu próprio jeito honesto de retratar a si mesmo. Sem receio de se comprometer e nem de tentar agradar ninguém”.