domingo, 8 de fevereiro de 2015

Birdman, ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)



Confesso. Depois que adquiri uma Smart TV, as minhas idas ao cinema se tornaram ainda mais criteriosas. Com uma TV que se conecta à internet, somado a serviços e sites que disponibilizam filmes online, ir ao cinema significa, para mim, escolher filmes cuja imagem e linguagem valem a pena serem assistidos numa sala de projeção. Não estou aqui diminuindo a experiência de ir ao cinema, de forma alguma, pelo contrário, agora estou valorizando, ainda mais, essa experiência. O filme precisa realmente valer tal locomoção e o preço do ingresso que se paga.